Não tenho Twitter ponto Blogspot ponto com.: Março 2010

quarta-feira, 10 de março de 2010

Mulher multiuso: pontos e nós

Vou unir três pontas temáticas em um único nó textual, e fica testemunhado o fato de que eu não deixo pontos sem fazer os nós.

Primeiro ponto. Estamos na semana do Dia Internacional da Mulher. Primeiro nó. Esse texto fala sobre mulheres, veja lá o título "Mulher multiuso". Reparem que na Semana da Mulher os meios de comunicação ficam entre duas pautas clássicas: o elogio ao sexo feminino - sua beleza, a maternidade, a fragilidade (do colo do útero e das mamas, principalmente) e a pauta de denúncia às barbaridades ainda cometidas ao redor do planeta contra as mulheres (mães, filhas e irmãs de todo mundo que são torturadas, mortas, violentadas, abandonadas, usadas como mercadoria e mulas de carga.
Segundo ponto. Assisti ao "Sala de Notícias" da TV Futura (graças a Deus inventaram parabólica e internet), que exibiu um programa especial sobre "Os 50 anos da pílula anticoncepcional" (não se desesperem as partidárias da pílula, o Futura reprisa). Segundo nó. Quem estiver interessado em pesquisar sobre a trajetória do contraceptivo oral procure no Google; o nó da minha costura vai nas pontas esfarrapadas do uso da pílula: é um método 99,9% seguro se usado corretamente, dizem (eu acredito) que previne o câncer uterino, PORÉM, pílula não protege contra as DST'S, Doenças Sexualmente Transmissíveis para os (não) íntimos. É isso, mulheres e homens, quem quer se proteger DE FATO deve usar c-a-m-i-s-i-n-h-a. Quem não souber o que é camisinha, ou não souber usar, busque no Google ou em qualquer outro buscador disponível no mercado, ou no posto de saúde mais próximo da tua casa ( o Google não me paga jabá, então eu falo na concorrência mesmo).

Terceiro ponto. O meu entediado parceiro de blog, o Ted, me chamou a meia hora atrás de "Ana multiuso". Terceiro nó, com arremate do epíteto gracioso cedido a mim pelo meu generoso amigo.Não é possível ser mulher sem ser multiuso. O útero foi projetado para gerar filhos, gera também doenças. A pílula foi inventada para tratar a TPM e os problemas da menopausa, é usada como contraceptivo, e serviu para alavancar o feminismo, a liberdade da mulher e a liberação sexual do século XX.

E a MULHER? Mil e uma utilidades. Além de mãe, esposa, domésticca, operária, agricultora e cientista pode ser: cobaia, mula de carga, saco de pancadas, banco de óvulos, útero de aluguel, matéria prima e moeda de troca do tráfico internacional de escravos brancos.

-por: Ana Castle

terça-feira, 2 de março de 2010

Quanto uma amizade pode suportar? Quanto amor se espera de um amigo? Quanto perdão se pode dar a uma única pessoa? Você sabe as respostas? Eu não sei.

Uma hora ou outra você acaba fazendo essas indagações. Não só você, mas eles também.Eles principalmente.

É relativamente fácil aceitar o desprezo que alguns de seus conhecidos têm por você quando você mesmo os considera distantes. Você só pode seguir em frente e substitui-los por alguém que valha a pena. Ninguém é insubstituível. E acredite, para alguém, você é totalmente dispensável. Assim como também, para alguém, você é essencial.

Às vezes a sua pessoa importante também te considera importante. Outras vezes, acontece o contrário e vocês dois não se importam tanto assim um com o outro. Mas e quando isso não acontece? Quando não há reciprocidade. Quando a pessoa que lhe é querida te menospreza, esquece, ignora. Substitui você. Como reagir? Deve-se reagir, confrontar?

"Eu lhe dei meu coração, minha confiança, amizade, respeito, todo o meu amor. Por que os está devolvendo? Por que não lhe são suficientes?"

Em certo ponto da raiva ou indignação sentimos que fomos traídos. Traição é algo grave. É uma palavra pesada, forte. Uma palavra de significado total e não ambíguo. Não pode ser interpretada. Em amizades é intolerável, no amor inconcebível. No entanto, cada um tem suas regras. E para cada pessoa, também são diferentes. O que é para um, não é para você. E quando se está nessa situação, você é indefeso. Um réu das regras do outro. E você será julgado a partir delas.

Perdoar é algo muito difícil. Pra alguns, sequer existe. É um ato de amor e compaixão, muitas vezes. É algo que só sua alma pode fazer. Quantas vezes já foi perdoado? Quantas vezes já perdoou? Quantas vezes se pode perdoar alguém? Você sabe as respostas? Eu não sei.

Só sei que sou vulnerável a qualquer um dos meus amigos. E por isso me sinto só, apesar dos meus amigos.




- Refletido por: Angela

sPeEdYtOwN