Não tenho Twitter ponto Blogspot ponto com.: Só

terça-feira, 2 de março de 2010

Quanto uma amizade pode suportar? Quanto amor se espera de um amigo? Quanto perdão se pode dar a uma única pessoa? Você sabe as respostas? Eu não sei.

Uma hora ou outra você acaba fazendo essas indagações. Não só você, mas eles também.Eles principalmente.

É relativamente fácil aceitar o desprezo que alguns de seus conhecidos têm por você quando você mesmo os considera distantes. Você só pode seguir em frente e substitui-los por alguém que valha a pena. Ninguém é insubstituível. E acredite, para alguém, você é totalmente dispensável. Assim como também, para alguém, você é essencial.

Às vezes a sua pessoa importante também te considera importante. Outras vezes, acontece o contrário e vocês dois não se importam tanto assim um com o outro. Mas e quando isso não acontece? Quando não há reciprocidade. Quando a pessoa que lhe é querida te menospreza, esquece, ignora. Substitui você. Como reagir? Deve-se reagir, confrontar?

"Eu lhe dei meu coração, minha confiança, amizade, respeito, todo o meu amor. Por que os está devolvendo? Por que não lhe são suficientes?"

Em certo ponto da raiva ou indignação sentimos que fomos traídos. Traição é algo grave. É uma palavra pesada, forte. Uma palavra de significado total e não ambíguo. Não pode ser interpretada. Em amizades é intolerável, no amor inconcebível. No entanto, cada um tem suas regras. E para cada pessoa, também são diferentes. O que é para um, não é para você. E quando se está nessa situação, você é indefeso. Um réu das regras do outro. E você será julgado a partir delas.

Perdoar é algo muito difícil. Pra alguns, sequer existe. É um ato de amor e compaixão, muitas vezes. É algo que só sua alma pode fazer. Quantas vezes já foi perdoado? Quantas vezes já perdoou? Quantas vezes se pode perdoar alguém? Você sabe as respostas? Eu não sei.

Só sei que sou vulnerável a qualquer um dos meus amigos. E por isso me sinto só, apesar dos meus amigos.




- Refletido por: Angela

2 comentários:

Diva 30 anos disse...

todos estão sozinhos, estamos juntos nisso.

Anônimo disse...

Muito bom o texto.Tbm já me senti assim as vezes,mas sempre passa.O importante é darmos valor aos bons amigos ,que sempre existm.A coisa mais natural do mundo é fazer amigos.Vc tem uma em mim.

sPeEdYtOwN